domingo, 31 de agosto de 2014

(...)


Comigo me desavim,
Sou posto em todo perigo;
Não posso viver comigo
Nem posso fugir de mim.
Sá de Miranda

Nenhum comentário: