quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Made in Piauí - "Ouricuri" (Anderson Nóbrega/Carol Costa/Glauco Luz) - Interpretação: Tânia Alves

Para mim, uma das composições mais belas do cenário musical piauiense contemporâneo.

Composição de Anderson Nóbrega/Carol Costa/Glauco Luz, aqui interpretada por Tânia Alves (voz), com Anderson Nóbrega (violão/arranjo/triângulo), Adelson Viana (sanfona), Adriano (baixo), Bruno Moreno (moringa).

You are missing some Flash content that should appear here! Perhaps your browser cannot display it, or maybe it did not initialize correctly.


Segue letra:

"Ouricuri"

É um amor concebido, esculpido, encarnado,
É um bem desmedido, um carinho aloprado,
É um desejo arretado que me detona.

É um amor proibido,
É um beijo roubado,
É um sexto sentido,
É um doce pecado,
É um mal represado que vem à tona.

Quando a gente se apaixona
De nem poder ouvir,
O toque da safona
Em Ouricuri.
(BIS)

É está coagido, oprimido, acuado,
É não ter nem pedido, nem advogado,
É ter um cadeado que aprisiona.

É viver atingido de tudo que é lado,
É ficar retorcido e cair baleado,
É se ver golpeado, levado à lona.

Quando a gente se apaixona
De nem poder ouvir,
O toque da safona
Em Ouricuri.
(BIS)
 
O medo telefona,
A raiva manda vir,
A dor é a dona
De tudo isso aí.
(BIS)

Quando a gente se apaixona
De nem poder ouvir,
O toque da safona
Em Ouricuri.
(BIS)


Nenhum comentário: